Um orçamento sem geringonça

canhoto

No orçamento para 2021, ainda com o país a sofrer violentamente os efeitos na saúde, mas também económicos e sociais, da pandemia, o Governo tem um exercício dificílimo de conciliação entre acudir à degradação da economia do país, aos constrangimentos estruturais da situação das finanças públicas e demonstrar a necessária consciência social. Está claramente confrontado com escolhas pesadas e escolheu um caminho de equilíbrio entre realismo e sensibilidade social, que garante que 2021 será um ano, não de avanços estruturais, mas de amortecimento de impactos negativos e mitigação de problemas. O Bloco entendeu não entender esse exercício e auto-marginalizou-se de contribuir para ele ao tentar bloquear, num golpe de tesoura de aliança à direita, que o OE sequer visse a especialidade.

É certo que a seguir às últimas eleições legislativas o PS prescindiu de discutir entendimentos políticos com o horizonte da legislatura e precipitou-se numa gestão casuística de assuntos de…

View original post mais 178 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s