Nao se cuida e protege para nao criar estigmas

Actualmente so ha uma freguesia em Lisboa no estado de calamidade e nesta situaçao, como seria normal, a directora do centro de dia questionou as autoridades de saúde em relação a um reforço de testes aos funcionários do centro que vao diariamente a casa dos utentes, todos eles população de risco.

A resposta do vereador da protecção civil da CML foi no minimo “estranha”:

não se pode criar um estigma” entre freguesias da cidade.

Mas entao reforçar testes na única freguesia que se encontra em estado de calamidade é estigmatizar ou simplesmente proteger os mais vulneráveis?

Todo o trabalho jornalístico da RR aqui

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s