“Afastamento do PSD do centro facilitou” acordo à esquerda

Excelente entrevista de Pedro Nuno Santos ao Publico:

A mensagem é clara para quem contesta o acordo do PS com o BE e o PCP. Mais antinatural que assinar um acordo de Governo com o BE ou PCP seria “viabilizar um Governo de direita, talvez o mais radical que o país já conheceu”. E argumenta que foi a deriva do PSD que fez aproximar o PS da esquerda.

Nós pretendemos um Estado social universal, público e tendencialmente gratuito. E isso não se faz com a direita

Seria demasiado gravoso para o país aceitar que um Presidente da República pudesse preferir um Governo de gestão ou de iniciativa presidencial a um Governo com apoio maioritário, aliás como esse Presidente sempre exigiu

Isso não tem nenhum sentido. A direita conseguiu, infelizmente, convencer uma parte considerável do país de que nós não tínhamos direito a mais. Só que é possível. Aquilo que mostrará o programa do Governo liderado pelo PS é que não só é possível recuperar rendimentos e proteger os serviços públicos, como é possível fazê-lo dentro das restrições orçamentais que nos permitem cumprir uma trajectória que não ponha em causa os nossos compromissos internacionais. Isso será confirmado no momento em que for apresentado o programa que terá também as contas feitas, como nós apresentámos durante a campanha. E o programa de Governo também terá as contas feitas. Poderá dar a segurança que as pessoas precisam relativamente ao cumprimento das metas.

Publico

Fonte: “Afastamento do PSD do centro facilitou” acordo à esquerda – PÚBLICO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s